ESCRITA & COMPANHIA
 

RECENTES


Poesia visual

Alunos do 7.º A

Publicado em 22 mar 2017


Estrela

Alunos do 7.º B

Publicado em 01 mar 2017


Estrela

Alunos do 6.º C

Publicado em 01 mar 2017


Estrela

Alunos do 5.º A

Publicado em 01 mar 2017


Estrela

Alunos do 4.º B

Publicado em 22 fev 2017


Estrela

Alunos do 4.º C

Publicado em 22 fev 2017


 

VER POR ANO LETIVO


  2017/2018         2016/2017         2015/2016

 

  2014/2015         2013/2014         2012/2013

 

  2011/2012         2010/2011         2009/2010

 





Poemas - 8.º A
Publicado em   12 mar 2014

Disciplina de Português  -   Alunos do 8.º A





«Plim! Plim! Plim!»
Oiço-te cair e escorrer pelo chão,
Sinto-te escorregar pela minha cara…
E porque, sem ti, não sou nada,
Tenho de descobrir de onde vens,
Minha doce e amada água.
                  Ana Rita Domingues, n.º 1


Ela está a chegar…
Também está nas nuvens
Negras e grandiosas.
Também está.
Também está nos lagos,
Nos rios, nos mares sem fim.

Pingas frias me percorrem o corpo
E arrepiam a pele.
Mas, quando a vejo,
Vejo-me a mim,
Como se fosse um espelho
E o meu reflexo.
                  António Gonilho, n.º 2


O outono lá vai,
Lá vai o inverno…
As flores, as árvores, os animais
A despertar
De uma estação fria,
Húmida e branca…
                  Beatriz Lopes, n.º 3


Bela flor, ali plantada,
Sem raízes,
Sem folhas,
Sem nada.
É nada, porém especial,
Pois nada tem de normal.
Tem mil cores, mil desejos,
Tem frutos que sabem a beijos…
Tantas faces, tantas texturas,
Tantos aromas, tantas doçuras…
                  Constança Pinho, n.º 6


Natureza,
Sempre com árvores em seu redor.
És mãe para todos nós.

Tu vens
E os pássaros cantam
E as plantas florescem
E crescem, crescem, crescem.
                  David Tiago, n.º 7


É o chegar da primavera…
Andorinhas pelo céu,
Mil e uma maravilhas
Na nossa linda Natureza!
                  Gonçalo Lopes, n.º 8


Caí desamparada no solo
E logo germinei.
Como pode algo tão pequeno
Crescer assim?

Trago nos meus ramos
Flores, aromas e cores,
E todos se encantam
Com todo o meu esplendor.
                  Inês Figueiredo, n.º 9


Eu deslizo,
Por entre as rochas do rio,
Suaves como a relva,
Brilhantes como o luar.

Por sobre as rochas eu corro,
Estendo-me até ao fundo do chão.
E de súbito do fundo eu saio
E observo o pôr do sol…
                  Inês Alves, n.º 10


Nossa rainha,
Mãe Natureza,
Dona de todas as coisas,
Transbordas pureza
E sobre este mundo poisas.
                  João Romão, n.º 14


Vou ou não vou?
Eis a questão…
Esta indecisão
Espalha-se pela nascente abaixo.
Bate nas rochas,
Provoca um estilhaço,
Um inacreditável som,
Uma inimaginável pureza,
Que transporta emoção
Até chegar ao coração.

E, nesta passagem,
Chego ao fim da viagem.
                  João Lourenço, n.º 15


Natureza é…
Tudo o que há de mais belo,
Tudo o que há de mais genuíno,
Tudo o que há de mais diverso…

Está nos campos verdes e luxuriantes
E nas tempestades negras e trovejantes…
                  João Pedro Marques, n.º 16


Por entre toda esta ventania,
Bailam as árvores,
Sorridentes,
Com os pássaros que,
Cantando,
Vão chegando.
                  João Rei, n.º 17


A Natureza é a fonte
De todos nós,
É a fonte
Que nós respiramos.
Dá vida,
Dá vida com amor, esperança e fé,
Pois é tudo o que ela é…
                  José Maria Moreira, n.º 18


Natureza,
Tão bela e majestosa…
Sempre que te vejo, fico feliz.
Se os meus olhos te não vissem,
Como saberia o que perdia?
                  Manuel Branquinho, n.º 19


Tal explosão
De cores, de magia,
De flores, de alegria…

A água luzidia,
As flores que desabrocham
Ao sabor do vento,
Os pássaros que cantam
E me dão alento.

Vem tu também,
Dança nesta pureza,
Vem nesta aventura
Que é a Natureza!
                  Maria Filipa Fróis, n.º 20


As flores nascem novamente
Sob o ouro que cai do céu.
O vento beija cada uma
Com igual amor e ternura.

E o verde retorna à terra,
Libertando-se do manto da noite,
Florescendo à luz da manhã.
                  Maria Leonor Beirão, n.º 21


Deitada à beira-rio,
A desfrutar da maravilhosa natureza…
Os pássaros a cantar,
O vento sentir nas minhas costas…
E as flores… Flores cheirosas,
De inimagináveis cores…
                  Matilde Miroto, n.º 23


Da minha vida d’encantar,
Do meu baile de magia,
Da minha alma a sorrir,
Observo a felicidade
Que se encontra
No meu ser iluminado.

Mas
Nem sempre a luz me ilumina…
Por detrás da alegria
Da minha alma descoberta,
Um mundo de trevas que não se pode imaginar
É um vulcão de fumo preto a fumegar.
                  Paulo Costa, n.º 24


Quando estou no chão,
Fico a pensar
Se me vou ou não levantar.
E, quando olho, de pé, ali está
A árvore que me vem ajudar.
Tão alta que toca nas montanhas.
Tão forte que me protege das tempestades.
E, quando estou nos seus ombros,
Consigo ver o que veem os seus olhos.
                  Pedro Baptista, n.º 25


Tu, que nasces nas montanhas
E desaguas na minha praia.
Tu, que deslizas pela costa
Como fios de oiro.

Tu, que renasces nesta vida
Que nos faz viver.
Tu, que afagas com calor
As nossas vidas.

Tu, que espelhas
A harmonia das cores…
                  Pedro Mendes, n.º 26


Tantas palavras
Brotam da minha mente…
Hidrogénio, oxigénio…
Líquida, sólida, gasosa,
Mais ou menos vaporosa,
É pura e incolor.
É símbolo de vida,
É símbolo do amor.
                  Ricardo Rocha, n.º 27


Ó tu, mãe da flora,
Enche este meu jardim de beldade.
Acordai esta vida
Outrora esquecida
E libertai o fluxo
De cor radiante das árvores.
Flores acordam
Deste sono eterno,
E orquestras enchem os céus
De melodias
Que anunciam o final do inverno.
                  Tatiana Ferreira, n.º 28


A água é um tesouro.
É plena de energia.
Caída do céu,
É fonte de vida.

Vem para nos alegrar.
Traz-nos paz.
É doce ouvi-la,
Sossegados num banco de jardim,
Com os pés descalços na relva…
                  Vera Silva, n.º 29



|  Rua Cónego Barreiros   3500-093 Viseu  |  Telef: 232 421 981  |  Fax: 232 432 855  |  Email: geral@colegiodaviasacra.net  |

Estabelecimento de ensino integrante da rede pública.

Financiado pelo Ministério da Educação e Ciência ao abrigo de contrato de associação.

Logotipo Ministério da Educação